sexta-feira, 16 de outubro de 2009

#140 trechos de filmes no twitter [21 a 25]

Caiu por terra o plano de colocar 140 trechos de filmes no twitter na velocidade de um por dia. Talvez por que eu tenha dado importância demais ao projeto, então perco tempo na possibilidade de encontrar exatamente a cena, o que muitas vezes não é possivel. Sem falar que a memória também falha, mas alguns amigos me relembraram boas sugestões que estão saindo.

Notas:
1) Coloco no blog 5 trechos por post. 2) Colocarei só trechos de filmes que eu vi. 3) Os filmes não precisam ser bons ou conhecidos. 4) Às vezes o trecho que considero(lembro) é maior que o limite permitido, então, a parte que saiu no twitter vai estar em azul negrito aqui. 5) Os trechos não precisam ser perfeitos. Pode ter variações, por eu ter visto legendado, dublado ou minha memória falhar. Mas que a idéia confira. 6) Tentarei colocar vídeos dos filmes (ou imagem, cartaz) se possível do trecho em questão (o que é difícil), ou trailer, ou outra cena, o que encontrar. 7) Se der, eu explico o motivo da escolha e representatividade do trecho. É isso.

E lá vamos nos do 21 a 25.

[21/140] “SAIA DO MEU TREM!!” ---> Ghost (1990), de Jerry Zucker

Junto com Michael Berryman (Pluto, de Quadrilha de Sádicos) Vincent Schiavelli (o fantasma do metrô) é um dos atores mais estranhos que já vi. Enquanto Berryman é deformado (acho eu), Schiavelli só é feio mesmo. Nesses tempos de luto recente por Patrick Swayze coloco este trecho dos dois atores fantasmas, que já se foram. Frase em 1:13.



[22/140] “Torça a perna!” ---> Karate Kid (1984), de John G. Avildsen

Rapaz, não dá pra acreditar que exista um professor de karatê como John Kreese, o mestre do dojô Cobra Kai. Reza a lenda que Chuck Norris recusou o papel por achar que iria denegrir a imagem da arte marcial milenar, coisa que o ator Martin Kove conseguiu fazer com maestria e canastrice. “O inimigo não merece compaixão” é outra pérola que o sensei deixa para seus alunos. Kreese mandando tocar o terror em Daniel Sã no minuto 3:04.



[23/140] “Levei 3 horas pra terminar as sombras do seu lábio superior. É provavelmente o melhor desenho que fiz na minha vida” ---> Napoleon Dynamite (2004) de Jared Hess

O mundo de Napoleon roda em outro eixo e velocidade. Achei isso logo no início até perceber que o mundo de todos os outros personagens do filme também. E que época é aquela, anos 80? (camisas de transfer no auge). Uma estranha comédia com partes pra se espocar de rir, como a em que ele faz um desenho muito escroto de uma garota, o melhor que fez em toda a sua vida. Não achei o trecho, coloquei outra parte, da aula de defesa pessoal.



[24/140] “Today, no spartan dies!” ---> 300 (2006), de Zack Snyder

Não tem jeito, eu gosto de 300! Faz lembrar da época em que eu era moleque e saía detonando exércitos com um cabo de vassoura. Às vezes ainda faço isso hoje em doses curtas, quando não tem ninguém olhando e com equipamentos mais sofisticados. Leônidas tem várias frases de efeito e eu escolho essa. É muita afirmação e certeza das coisas na veia! Na falta do trecho, vamos ao combate...


Mais um que não permite incorporação de vídeo. Clique na imagem e veja o quebra pau.


[25/140] “…..” ---> Antes do Amanhecer/Before Sunrise (1995), de Richard Linklater

Um dos poucos filmes que eu consegui assistir inteiro a dois, na época em que eu tinha uma namorada pompoarista. Quem costuma ver filmes com sua namorada, sabe que muitos são interrompidos pela pressão e fúria do sexo iminente ou surpreendente. No diálogo do casal do filme tem uns trechos legais, mas eu escolho esta parte...uma bela cena do silêncio representativo que acomete em algum momento todos os casais do mundo. Ao som de Kath Bloom, “Come Here”. Bonito, bonito.

3 comentários:

Paulo disse...

Interessante rever a cena do Ghost. Eu usaria o trecho mais lá pro final: "Daria tudo por uma tragada. Só uma tragadinha" -- é o tipo de coisa que um filme como esse jamais mostraria hoje.

paulo nazareno disse...

hahaha. É verdade, o trecho da tragadinha é muito bom. Mas a idéia era lembrar de trechos, só lembrei deste revendo. Mas eu também não fumo, então acabei passando batido na agonia do fantasma. :D Gracias pela visita e comentário, xará.

Nega disse...

uauuuuuuuu

pela primeira vez ja vi todos os filmes supracitados!

beijão,
:**