segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Diálogos 5

- Tem um monte desses filmes de cachorro herói, né? Eu até aturo esses que o cachorro fala porque tem um quê de fábula, os que eu não gosto são esses filmes em que o cachorro só pensa....aí fica a voz do cara como se fosse o pensamento do cachorro, putz, esses não dá!
- A fauna em hollywood comanda! Tem filme de baleia herói, macaco herói, gato herói, de tudo!
- É verdade, mas o cúmulo desses filmes de animal herói é aquele “Babe – um porquinho atrapalhado”! Porra, existe algo mais sinistro do que um filme de porco herói?!
- Haha, lembrei daquele filme do “Paulie”, que é um papagaio que procura pela dona e tem uma cena em que ele canta que nem mariachi! Esse é até engraçado porque...
- Peraí, tu tá me dizendo que tem um filme de papagaio herói?!

Grandes diálogos que não revolucionaram nem um pouco a história da humanidade - Parte 5.


13

14

15

6 comentários:

Anónimo disse...

Hahahahaha. Essas mulheres nunca entendem a gente, rapaz.

Mas, um dia elas chegam la.

Rodrigo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rodrigo disse...

srsr
eu acho q o mal de casar é enjoar de comer a mesma mulher td dia...

cesar disse...

ha muitos males em casar

Anónimo disse...

casar já é um mal em si. melhor emagrecer mesmo, paulo. é mais barato e menos estressante

Esfinge de Giz disse...

Pow, o "Baby - o porquinho atrapalhado" é uma boa alegoria.

Só digo que a melhor parte é o final quando o dono dele [um homem quase que monossilábico], iluminado por um feixe de luz divino [hehe], olha pro porquinho e diz:
- Há razão, porco. Há razão.


=P